Fazer Poço ArtesianoHá inúmeras vantagens de se ter um poço tubular ou artesiano. Mas ele consiste em uma obra bem complexa, em que são feitos vários estudos para saber se o local é adequado e outras coisas. Com um poço artesiano, o indivíduo terá abastecimento de água para qualquer ocasião. Além disso, as despesas serão menores, não haverá problemas com a qualidade da água e estará contribuindo para o meio ambiente.

Para iniciar um poço tubular é indispensável perfurar o solo. Entretanto, como a terra contém a rocha basalto, mais dura que o granito, será preciso usar brocas especiais. Não tem possibilidade nenhuma da tentativa de cavar com pá. Os poços costumam ter entre 100 e 2.600 metros de profundidade. Na perfuração da terra, costumam-se utilizar dois métodos básicos:

  • Perfuração por Sistema Rotativo - O sistema rotativo faz a perfuração da terra através de sondas com vários componentes. É necessário que se passe um produto estabilizador, para a prevenção de possíveis desmoronamentos. O fluido é à base de bentonina ou polímero (carboximetil-celulose ou outro equivalente) natural, sintético ou resultado da mistura dos dois. Todas as características, quanto ao uso de outros produtos químicos e afins, devem ser especificadas pela empresa contratada, para a perfuração do solo.
  • Perfuração por Sistema Rotopercursivo - Consiste na perfuração de rochas duras, granitos, gnaisses, o basalto, etc. Tal método não precisa de produtos estabilizadores e é composto de água e detergente neutro, para que haja maior limpeza.

No processo de perfuração dos poços artesianos, é utilizada uma área de sete metros de largura por 21 de comprimento. Para a operação, é necessária a contratação de diversos meios de transporte como caminhões e cerca de quatro carros.

A construção dos poços costuma gerar uma boa economia, uma vez que eles tem a vazão muito maior que a dos poços comuns. Os poços comuns têm a desvantagem da fácil contaminação. Os artesianos não têm esse problema e possuem uma vida útil de aproximadamente 40 anos, além de não ser preciso a instalação de bombas, pois do solo artesiano a água é jorrada, diferentemente dos comuns e semiartesianos.

Por isso, é preciso ter cuidado. Existem vários poços que não são artesianos, mas que tem o mesmo formato. Não se caracteriza um poço artesiano apenas por aquela estrutura em formato de tubo com mais de cinco metros de altura. Os artesianos são revestidos por aço e requerem um filtro especial.

Investimentos com Poço Artesiano

Para a construção de um poço artesiano é fundamental a contratação de uma empresa especializada no assunto. Alguns outros custos entrarão no orçamento do interessado em ter um poço desses, tais como as taxas de instalação do canteiro de obras, a própria perfuração, os revestimentos, testes, os estudos hidrológicos e geológicos da área, os equipamentos e etc.

A instalação dos poços tubulares ou artesianos é de altíssimo custo. Porém, esse investimento tem um retorno muito bom em períodos futuros. O abastecimento de água da sua residência não sofrerá impactos nas épocas de racionamento. É aconselhável para os condomínios a inserção de poços artesianos.

Recomendações para a Construção do Poço Artesiano

Na construção de seu poço, a análise da terra, executada por um especialista, deverá ser feita. Ele vai avaliar as condições, pois há alguns locais onde a água não é suficiente, dependendo da edificação. A empresa contratada deve seguir as regras da Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT).

Além do mais, ela terá de estar cadastrada no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). Não se deve dispensar o estudo do solo, porque existem empresas que fazem contratos de risco, no caso da água não suprir a necessidade de um edifício, por exemplo.

Na hora de perfurar o solo, em diversas regiões do país, é necessária a autorização do órgão responsável pela rede de abastecimento de água e de esgoto do local. Primeiramente, através de uma permissão para a perfuração do solo e depois para a utilização da água. É importante a exigência de um contrato para haver segurança entre a empresa e o cliente.

A empresa que foi contratada tem de mostrar um relatório de conclusão da obra. Nesses papéis, deverão estar a localização da obra, o perfil da sondagem, as características da construção e instalação hidráulica, as estatísticas, análises fisico-químicas e de contaminação, juntamente com a autorização de uso.

Perfuração de Poço Artesiano

Para fazer as perfurações e escavações dos poços, os especialistas do ramo usam algumas técnicas e métodos na execução do processo. Um fator relevante na perfuração dos solos é o tamanho do diâmetro.

Nos poços onde o tamanho passa de 14 polegadas, é possível que seja exigida uma sonda rotativa. Nos poços rasos, de até 200 metros de profundidade e diâmetro de 12,5 polegadas, é usado o equipamento convencional de tracionamento hidráulico.

A perfuração se iniciará com um furo, com as medidas corretas do diâmetro, para depois ser alargado. O primeiro furo, também conhecido como furo piloto ou furo guia, deve ser feito entre 8,5 e 12,5 polegadas. O furo inicial apenas será feito após a inserção do tubo de proteção sanitária e da cimentação. A perfuração no tubo deve ser de, no mínimo 2 polegadas entre a parede e o tubo.

Vantagens na Construção do Poço Artesiano

Ilustração Poço Artesiano

A economia com a construção de barragens e recalques, por exemplo, são dispensáveis. As obras de perfuração de poços têm curto período de duração, comparado às outras formas de captação de água. O abastecimento de água é mais vantajoso para condomínios e outros aglomerados de pessoas.

Segundo especialistas, o impacto ambiental causado através da construção de poços artesianos é bem menor do que a das demais Estações de Tratamento de Esgoto. Para os pequenos vilarejos, o abastecimento de água subterrânea é um excelente negócio, uma vez que o preço pode ser dividido. Assim, futuramente, não haverão as certas taxas cobradas pelas empresas do governo.